setembro 06, 2011

Bioprodutos: O que "aproveitamos" de nossa biodiversidade???

Bioprodutos são produzidos usando conhecimentos/ferramentas da biotecnologia. Podem ser de diferentes classificações - atuação como: proteínas (incluindo anticorpos), ácidos nucléicos (DNA, RNA ou oligonucleotídeos antisense), etc...


Um dos primeiros bioprodutos a ser aprovado para uso terapêutico foi a insulina humana recombinante. De uma forma geral, a maioria dos produtos biofarmacêuticos são derivados de formas de vida. Produtivamente falando, os fatores de sucesso para a conclusão de um bioproduto inclui especialmente o  controle de qualidade e a biossegurança do material biológico. O Brasil, consolida-se como grande promotor da ciência e tecnologia, calcado especialmente em sua biodiversidade. A perspectiva de mercado é que possamos exportar produtos de grande valor agregado e deixar no passado o status de fornecedor de matéria prima somente. Com os avanços da Biologia Molecular, notadamente da Engenharia Genética, foram desenvolvidas diversas metodologias, para aplicações em produção de biofármacos envolvendo organismos transgênicos, (em especial plantas e animais) que foram modificadas geneticamente para produzir drogas terapêutica de interesse comercial. E é nesta linha de produção e competitividade Tecnológica, que o Brasil vem se destacando como grande desenvolvedor de conhecimentos tecnológicos e prospectivos no desenvolvimento de Bioprodutos. Curiosamente, um dos fatores que facilita este cenário, paradoxalmente é o mesmo que o embarga na maioria das vezes quanto ao acesso às informações e possibilidades de Inovar especialmente no que diz respeito a biomoléculas, terapias regenerativas entre tantas outras possibilidades nos diferentes setores biotecnológicos, e soluções de problemas atuais não so em saúde, mas em setores como agricultura e despoluentes ambientais, etc...É esperar que nossa regulação não estrangule nossa competitividade mercadológica...






Blog Widget by LinkWithin